Por Misael. Arquivado em Salmos

Salmo didático de Davi. Oração que fez quando estava na caverna!

  1. Ao SENHOR ergo a minha voz e clamo, com a minha voz suplico ao SENHOR.
  2. Derramo perante ele a minha queixa, à sua presença exponho a minha tribulação.
  3. Quando dentro de mim me esmorece o espírito, conheces a minha vereda. No caminho em que ando, me ocultam armadilha.
  4. Olha à minha direita e vê, pois não há quem me reconheça, nenhum lugar de refúgio, ninguém que por mim se interesse.
  5. A ti clamo, SENHOR, e digo: tu és o meu refúgio, o meu quinhão na terra dos viventes.
  6. Atende o meu clamor, pois me vejo muito fraco. Livra-me dos meus perseguidores, porque são mais fortes do que eu.
  7. Tira a minha alma do cárcere, para que eu dê graças ao teu nome; os justos me rodearão, quando me fizeres esse bem.

Por Misael. Arquivado em São Cipriano

Imagem de São CiprianoSão Cipriano nasceu em Antioquia, na Fenícia. Foi preso, torturado e decapitado juntamente com Santa Justina, por ordem do imperador Diocleciano, em Nicomédia, no ano de 304.

Entre 35 e 40 anos aconteceu sua conversão, a serenidade e constância dos cristãos durante seu martírio, foi o fator que mais contribuiu para isso. Distribuiu todos os seus bens aos pobres e fez voto de castidade. Com o renome que ele já havia alcançado, seu comportamento teve grande repercussão.

Cipriano tomou parte ativa nessas controvérsias. Fez numerosas cartas doutrinais de grande valor de conteúdo e para a reconstituição dos fatos. Nessa época, além de tudo, uma terrível peste grassou na África ceifando milhares de vidas.

Com a intensificação das perseguições pelo imperador Décio em 249, em Cartago, os pagãos se reuniam no fórum e em altos brados exigiam a morte de Cipriano. Este fugiu, e de seu esconderijo prestou grandes serviços aos cristãos e à igreja.

Em 258, Cipriano foi preso e condenado. Sua sentença:  “Tácio Cipriano seja degolado à espada!”. O bispo Cipriano respondeu: “Graças a Deus”.

Era o dia 14 de setembro de 258. Sua coleção de 81 cartas constitui uma obra-prima da literatura latina, além de um testemunho da vida da cristandade naqueles tempos tumultuados.

Em sua vida, Cipriano entregara-se à astrologia, magia e feitiçaria. Certa ocasião defrontou-se com uma bela jovem chamada Justina, e tentou seduzi-la. Justina, com o sinal da cruz e a invocação de Nossa Senhora, resistiu a todos os malefícios de Cipriano, o qual, caindo em si, converteu-se, fez penitência, tornou-se padre e depois bispo e condenou e repudiou toda a espécie de magia e feitiçaria.

  • Sincretismo de São Cipriano: Não há.
  • Devoção de São Cipriano: Invocado contra feitiçarias, bruxarias, malefícios e práticas diabólicas.
  • Data Comemorativa: 16 de Setembro.

Por Misael. Arquivado em Orações, São Benedito

São Benedito, filho de escravos, que encontraste a verdadeira liberdade servindo a Deus e aos irmãos, independente de raça e de cor, livrai-me de toda a escravidão, venha ela dos homens ou dos vícios, e ajudaime a desalojar de meu coração toda a segregação racial e reconhecer todos os homens como meus irmãos.

São Benedito, amigo de Deus e dos homens, concedei-me a graça (fazer o pedido) que vos peço de coração.

Por Jesus Cristo Nosso Senhor, Amém.

(Rezar um Pai Nosso, uma Ave Maria e fazer o Sinal da Cruz)

Por Misael. Arquivado em São Benedito

Imagem de São BeneditoÉ, certamente, um dos santos mais populares do Brasil, cuja devoção nos foi trazida pelos portugueses.

Nasceu por volta do ano 1526, em São Filadelfo, nas proximidades de Messina, na Sicília (Itália). Nascido de pais escravos – levados da Abissínia (atual Etiópia) para a Itália – ele sofreu preconceito desde pequeno. Por sua pele negra foi ridicularizado, chamado de “o mouro”.

Trabalhou como pastor de rebanhos. Era irmão Franciscano. Em 1578 foi nomeado guardião ou superior do convento, cargo que aceitou com muita resistência por ser analfabeto.

Foi admirado por todos, a todos dedicando profundo respeiro, amor desinteressado, condescendência pelas faltas e fraquezas alheias, zeloso e carinhoso com os doentes e necessitados, terno e sábio. Possuía o dom de penetrar as mentes e os corações. A tradição popular enriqueceu sua vida com numerosos milagres. Terminou os seus dias como cozinheiro. Morreu no dia 4 de abril de 1589.

  • Sincretismo de São Benedito: Falange de Preto Velho
  • Devoção de São Benedito:  Protege contra todo tipo de preconceito e dos vícios. Protege também os doentes e necessitados.
  • Data Comemorativa: 31 de Março.

Por Misael. Arquivado em São José

Imagem de São JoséSão José é o padroeiro da Igreja Universal, o advogado dos lares cristãos e o  modelo dos operários. Assim como Abraão e os patriarcas, José aguardava anciosamente o cumprimento das promessas de Deus. Deus, entretanto, realiza suas promessas provando-o na fé. Com efeito, São José está comprometido com Maria, que fica grávida de um filho que não é dele. Não entende o que se passa. Vacila. Fica confuso e agoniado, mas acolhe a Palavra que lhe ordena tomar Maria como esposa e acolher o Menino que vai nascer.

O próprio nascimento de Jesus não pode ser programado. O menino nasce em um estábulo, em meio a animais, à margem da sociedade. Os que vem prestar-lhe culto é gente estranha, moradores for a das fronteiras de seu país.

Não bastasse isso, Jesus é ameaçado de morte. José é obrigado a deixar a terra natal e fugir para o Egito.

No Egito, luta arduamente para sobreviver numa terra estrangeira na clandestinidade. Aguarda o momento do regresso, quando a vida de Jesus não mais estiver ameaçada. Todavia, a vida do Messias estará sempre ameaçada durante todos os seus dias, até sua morte, e continua ameaçada ainda hoje, nas pessoas daqueles que lutam pela implantação do Reino na face da Terra.

  • Sincretismo de São José: Não há
  • Devoção de São José: Para quem está em busca de um emprego.
  • Data Comemorativa: 19 de Março.

Por Misael. Arquivado em Orações, São Jorge

Bendito sois, Senhor Deus meu, porque permitistes que eu fosse despedaçado pelos dentes daqueles que me queriam e buscavam, e por que não consentistes que meus inimigos ficassem alegres com a vitória. Porque livrastes minha alma, como pássaro, do laço dos caçadores. Pois agora Senhor, também me ouvi: sede comigo nesta última hora e livrai minha alma da maldade dos malignos espíritos e perdoai todos os males que, por ignorância, em mim executaram. Recebei, Senhor, a minha alma com aqueles que, desde o princípio do mundo vos serviram e esquecei-vos de todos os meus pecados que eu, voluntariamente ou por ignorância cometi. Lembra-vos, Senhor dos que recorrem ao Vosso Santo Nome, porque sois vós Santo bendito e glorioso para sempre, Assim seja!

(Rezar um Pai Nosso, uma Ave Maria e um Glória ao Pai).

Esta oração é de grande valor para as pessoas que tenham sido mortas por enforcamento ou por degolamento ou, também, pelas que tenham tido morte súbida.

Por Misael. Arquivado em Orações, São Dimas

Glorioso São Dimas, agonizastes junto à cruz do Salvador e junto de Maria, Mãe e refúgio dos pecadores. Fostes a primeira conquista de Jesus e de Maria no Calvário.

Fostes o primeiro santo canonizado pelo próprio Jesus Cristo, quando vos garantiu o reino dos céus: “Hoje estarás comigo no paraíso. Eis por que hoje, prostrados aos vossos pés, a vós recorremos confiando na infinita misericórdia que no Calvário vos santificou, nas chagas de Jesus crucificado, nas dores e nas lágrimas de Maria Santíssima. Em nossa grande aflição, humilhados pelos nossos grandes pecados, mas tudo esperando de vossa valiosa proteção, vos pedimos que intercedais por nós. Valei-nos, alcançai-nos as graças que ardentemente vos suplicamos (Fazer o pedido).

(Rezar um Pai Nosso, uma Ave Maria e um Glória ao Pai).

Amém

Por Misael. Arquivado em N. Sra. das Graças, Orações

Virgem Maria, Mãe do belo amor, Mãe que jamais deixa de vir em socorro a um filho aflito, Mãe cujas as mãos não param nunca de servir seus amados filhos, pois são movidas pelo amor divino e a imensa misericórdia que existem em teu coração, volta o teu olhar compassivo sobre mim e vê o emaranhado de nós que há em nossa vida.

Tu bem conheces o meu desespero, a minha dor e o quanto estou amarrado por causa destes nós.

Maria, Mãe que Deus encarregou de desatar os nós da vida dos seus filhos, confio hoje a fita da minha vida em tuas mãos.

Ninguém, nem mesmo o maligno poderá tirá-la do teu precioso amparo. Em tuas mãos não há nó que não poderá ser desfeito.

Mãe poderosa, por tua graça e teu poder intercessor junto a Teu Filho e Meu Libertador, Jesus, recebe hoje em tuas mãos este nó (Fazer o pedido). Peço-te para desatá-lo para a glória de Deus, e por todo o sempre. Vós sois a minha esperança.

Ó Senhora minha, sois a minha única consolação dada por Deus, a fortaleza das minhas débeis forças, a riqueza das minhas misérias, a liberdade, com Cristo, das minhas cadeias.

Ouve minha súplica.

Guarda-me, guia-me, protegé-me, ó seguro refúgio!

Maria, Desatadora dos nós, roga por mim.

Amém.

Por Misael. Arquivado em N. Sra. Desatadora dos Nós, Orações

Santa Maria, cheia da Presença de Deus, durante os dias de tua vida aceitastes com toda a humildade a vontade do Pai, e o Malígno nunca foi capaz de envolver-lhe com suas confusões. Junto a Teu Filho intercedeste por nossas dificuldades e, com toda paciência, nos deste exemplo de como desenrolar as linhas de nossa vida. E ao se dar para sempre como nossa Mãe, põe em ordem e fazes mais claros os laços que unem ao Senhor.

Santa Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, Tu que com coração materno desatas os nós que entorpecem nossa vida, te pedimos que recebas em tuas mão a (o) (Dizer o nome) e que a (o) livres das amarras e confusões com que a(o) castiga aquele que é nosso inimigo.

Por tua graça, por tua intercessão, com teu exemplo, livra-nos de todo mal, Senhora Nossa, e desata os nós que impedem de nos unirmos a Deus para que, livres de toda confusão e erros, O louvemos em todas as coisas, coloquemos nele nossos corações e possamos servi-lo sempre através dos nossos irmãos.

Amém.

Por Misael. Arquivado em N. Sra. Desatadora dos Nós, Orações

Santa Maria Mãe de Deus, Virgem cheia de graça, vós sois a nossa desatadora de nós. Com as vossas mãos cheias do amor de Deus, Vós desatais os obstáculos do nosso caminho como um nó que sob as vossas mãos, perde todos os obstáculos e se torna uma fita reta do amor de Deus! Desatai, Virgem e Mãe, Santa e Admirável, todos os nós que nós mesmos nos causamos, por nossa vontade própria e todos aqueles que diante de nós, impedem o nosso caminho. Iluminai com os vossos olhos sobre eles, para que todos os nós tornem-se transparentes e nós cheios de gratidão, possamos com as vossas mãos desatar aquilo que parece impossível.

Amém!

Nossa Senhora Desatadora dos Nós, Rogai por nós que recorremos a Vós!

Tema modificado por Carioca no Cerrado